Yoga e Terceira Idade

Viver significa inexoravelmente envelhecer com perdas de todo tipo, incluindo redução de capacidades físicas e intelectuais decorrente em parte de um desgaste do corpo por agressões diversas do processo de viver, como stress pelo trabalho, alimentação com algum grau de toxidez, e outros fatores, que bloqueiam o correto fluxo da energia no organismo e causam não necessariamente doença, mas um enrijecimento dos movimentos, travas e couraças de todo tipo, que podem ser limitantes de movimentos em maior ou menor grau. É como se o corpo guardasse uma memória energética dos acontecimentos da vida, do acúmulo de produtos tóxicos ingeridos, bloqueando o bom fluxo da energia.

Iniciei a prática do Yoga na modalidade Dakshina Tantra Yoga já após os 60 anos. Embora gozasse de excelente saúde devida a alimentação basicamente vegetariana e exercícios regulares, logo no início das práticas senti muitos bloqueios. Por exemplo, não podia esticar completamente os dois braços simultaneamente acima da cabeça, o movimento não ocorria, fluido e fácil, como é hoje. Colocar um pé em um suporte na parede enquanto o peso do corpo era apoiado na outra perna, e descer com os braços até o chão também me era impossível. Invertidas, das quais hoje pratico facilmente duas modalidades de modo prazeroso, me eram impensáveis. Parece que à medida que a memória de acontecimentos que marcaram a vida são dissolvidos pelo conjunto das posturas, respirações e meditação, o fluxo correto da energia se restabelece, com a melhoria geral do bem estar e fluidez dos movimentos, levando à manutenção da saúde apesar do envelhecimento. 

Um aspecto importantíssimo para os idosos é o trabalho que se faz nestas práticas em relação ao medo. Medo de posturas novas, de equilíbrios fora daqueles do dia a dia, e que ao serem vencidos nos tornam mais aptos a enfrentar medos sociais, medos de se inscrever num concurso, enfim, nos faz aplicar na vida cotidiana a superação e segurança que atingimos na prática do Yoga.

Tanto os desbloqueios energéticos como a maior segurança como pessoa, nesta faixa de idade, é uma sensação maravilhosa, pois se trata de um verdadeiro rejuvenescimento no modo de encarar a vida, uma expectativa no sentido inverso ao previsto, esta sensação de que é possível fazer andar para trás o relógio do tempo, fazer planos para o futuro! 

Tantos benefícios geram sentimentos de admiração pelos sábios antigos que nos legaram este conhecimento precioso. E de profunda gratidão aos Mestres que nos transmitem hoje este ensinamento, num esforço conjunto para orientar nossos passos no caminho do auto-conhecimento e de tantas descobertas novas.

M.J. 65 anos

 

Rua Santa Clara, 98 Cob. 01, Copacabana - RJ - Tel: (21) 2549-1707